Prefeitura reforça abordagem às pessoas em situação de rua

Data: 
01/25/2018 - 07:15

A abordagem às pessoas em situação de rua em Sorocaba está sendo ampliada.  Os esforços são para convencê-las a receberem atendimento nas entidades que ofertam auxílio para que criem condições de deixarem a situação de rua. E conscientizar a retornarem para os municípios de ondem vieram, em busca do convívio familiar. A Prefeitura fará a retirada dos inservíveis, como papelões ou restos de alimentos, em acordo com as pessoas abordadas.

O objetivo será sempre o de construir o processo de saída das ruas e possibilitar condições de acesso à rede de serviços e a benefícios assistenciais, promovendo ações para a reinserção familiar e comunitária. A expectativa do secretário de Igualdade e Assistência Social, Jefferson Sérgio Calixto, é para que esse trabalho gere ainda mais resultados a partir do próximo mês, quando está prevista a assinatura do contrato com uma Organização da Sociedade Civil (OSC's).

Serão duas novas equipes com dois profissionais que farão a abordagem para o cadastramento e trabalho de convencimento, sempre respeitando os direitos das pessoas em situação de rua. Cada uma dessas equipes estará acompanhada de um segurança privado para proteger os demais profissionais, em eventual caso de agressividade contra os mesmos.

As equipes farão a identificação, o cadastramento das pessoas em situação de rua, e se esforçarão para convencê-los a aceitarem o atendimento do Centro Pop ou do SOS. Ou ainda embarca-los em transporte público intermunicipal oficial para que retornem para as suas cidades de origem com dignidade e segurança. O serviço deverá ser executado em dias úteis, finais de semana ou feriados, a ser definido junto da equipe técnica da Secretaria de Igualdade e Assistência Social.

"Não dê Esmolas. Dê Oportunidades"

A OSC contratada pela Prefeitura assume o compromisso de fazer a campanha com os demais cidadãos para que não deem as esmolas, a fim de evitar a contribuição para a permanência das pessoas em situação de rua.

A OSC terá a incumbência de mostrar que já existem instituições e entidades, inclusive voluntárias, que ofertam alimentação de organizações ou entidades voluntárias.

Telefone para denúncia

A OSC também deverá disponibilizar um número de telefone para atendimento de denúncias, que será amplamente divulgado nos veículos oficiais de comunicação do município.

Constatando-se a permanência de crianças e adolescentes em situação de rua, a equipe de abordagem deverá acionar as equipes de Conselho Tutelar, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ou Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).

Créditos: 
Prefeitura de Sorocaba