Fenômeno das “teias de aranhas” foi tratado em ação de Educação Ambiental

Data: 
05/07/2018 - 12:00

Aproveitando a visita do grupo de Dança Circular que frequenta o Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas” semanalmente, a Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema) realizou nesta sexta-feira (4) uma ação de Educação Ambiental para tratar do fenômeno das “teias de aranha” ou “véu branco”, que vem chamando atenção da população na Praça Frei Baraúna e que também foi verificado no gramado do Jardim Botânico.

A equipe de Educação Ambiental da Sema explicou aos integrantes do grupo que na verdade não se trata de “teias de aranha”, mas sim de fios de seda formados por uma espécie de ácaro, chamado de ácaro vermelho (Tetranychus lintearius). O parasita não faz mal nenhum ao ser humano e está atacando apenas a grama amendoim da cidade.

“Essa foi uma oportunidade de explicar e levar a informação correta a essas pessoas, já que esse foi um assunto bastante abordado nesta semana, porém com informações desencontradas. Aproveitamos que eles estariam no Jardim Botânico, que foi um dos locais afetado pela proliferação do ácaro, para esclarecer esse assunto. Eles ficaram bastante interessados no tema”, explica a chefe de Divisão de Educação Ambiental da Sema, Carolina Barisson.

A Sema vai continuar realizando o controle do parasita na próxima semana com a aplicação de técnicas agrícolas e, se necessário, o serviço de roçagem da grama que foi afetada na Praça Frei Baraúna e no Jardim Botânico.

O “Irmãos Villas-Bôas” funciona de terça a domingo, das 9h às 17h, e está localizado na rua Miguel Montoro Lozano, 340, no Jardim Dois Corações. A entrada é gratuita.

Créditos: 
Prefeitura de Sorocaba